POLÍCIA CIVIL REALIZA OPERAÇÃO CARGA PESADA EM ARCOVERDE-PE.

A SECRETARIA DE DEFESA SOCIAL, através da POLÍCIA CIVIL DE PERNAMBUCO, e a SECRETARIA DA FAZENDA, por meio da DIRETORIA DE OPERAÇÕES ESTRATÉGICAS/SEFAZ, desencadeou, nesta terça-feira, 04/09, a Operação conjunta denominada "OPERAÇÃO CARGA PESADA", no âmbito da 19ª DELEGACIA SECCIONAL DE ARCOVERDE, vinculada à Diretoria Integrada do Interior 2 - DINTER 2, (operação) sob a coordenação do Delegado Seccional Israel Lima Braga Rubis, e dos Auditores Fiscais Domingos Soares, José Vicente e Fernando de Castilhos.

A ação contou também com o apoio da POLÍCIA MILITAR, por meio do 3° BPM e BEPI, e teve como objetivo à repressão aos delitos de RECEPTAÇÃO QUALIFICADA, ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA E CRIMES CONTRA A ORDEM TRIBUTÁRIA, praticados na cidade de Arcoverde e região, por pessoas envolvidas com a prática de receptação e venda de mercadorias oriundas de roubos de cargas.

A Operação contou com a atuação de 73 Agentes Públicos, sendo 27 (vinte e sete) Policiais Civis, entre Delegados, Comissários/Agentes e Escrivães, 29 (vinte e nove)  Policiais Militares do BEPI, ROCAM, Patrulha Rural e Convênio SEFAZ-PM-PE, além de 17 (dezessete) Auditores Fiscais da Secretaria da  Fazenda.

RESULTADO DAS DILIGÊNCIAS:

Foram cumpridos cinco Mandados de Busca e Apreensão, com a finalidade de apreender bens e valores de origem ilícita, bem como realizadas apenas diligências fiscais em mais três estabelecimentos comerciais, a fim de detectar possíveis indícios de sonegação fiscal e lavagem de dinheiro.

A Secretaria da Fazenda identificou uma grande quantidade de mercadorias sem nota fiscal e fez interdição cautelar de seis estabelecimentos comerciais de estivas, sendo três em Pedra, e três em Arcoverde. Até o momento foram lavrados 11 (onze) autos de infração de natureza fiscal e tributária, por aproximadamente 400 mil reais em mercadorias irregulares, gerando crédito tributário de 108 mil reais em imposto é multas. A SEFAZ identificou também que os estabelecimentos fiscalizados utilizavam equipamentos para emissão de cupons sem valor fiscal e se beneficiavam de notas fiscais emitidas por empresas fictícias. Essas irregularidades estão sendo apuradas para lavratura das autuações.

A DELEGACIA SECCIONAL DE ARCOVERDE  continuará intensificando as investigações de receptadores de cargas roubadas, e sonegadores de tributos, a fim de realizar constantes operações, juntamente com a Diretoria de Operações Estratégicas da SEFAZ, intensificando sobremaneira a repressão de tais práticas.

Marcadores:
Reações:

Postar um comentário

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget