Novos promotores de Justiça são convocados para escolher as promotorias onde serão nomeados.

    As cidades de Quipapá, Venturosa, Bodocó, Itaíba, Verdejante, Parnamirim, Mirandiba, Orocó, Floresta, Trindade, Ipubi e Moreilândia passam a contar com novos promotores de Justiça a partir do próximo 21 de setembro, quando será realizada a posse dos novos membros, no auditório do Centro Cultural Rossini Alves Couto.

 Os novos promotores estiveram presentes nesta quinta-feira, 30 de agosto, na sede da procuradoria-geral de Justiça (PGJ) do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) para definir em qual comarca irão atuar. Junto aos outros 41 membros que assumiram os cargos no ano passado e neste primeiro semestre, são, ao todo, 54 novos promotores convocados até agora pelo procurador-geral de Justiça, Francisco Dirceu Barros.

 "Mesmo com a restrição orçamentária, realizamos contingenciamento e cortamos na carne para que fosse possível, hoje, convocar esses 12 novos promotores que irão apoiar o povo pernambucano no combate à criminalidade, à improbidade e à impunidade. Diversos promotores de outro Estado optaram por realizar um novo concurso vir para Ministério Público de Pernambuco, demonstrando o grau de credibilidade que temos em todo o País. Somos o número um em democracia, transparência e, em breve, seremos o primeiro na utilização de inteligência artificial", disse o procurador-geral de Justiça do MPPE, Francisco Dirceu Barros.

 Os novos promotores de Justiça irão atuar após a realização da cerimônia de posse, tendo que proceder, ainda com a realização do exame médico admissional e a realização de curso preparatório pela Escola Superior do Ministério Público (ESMP), com previsão de início em 24 de setembro. “Servir à sociedade é a principal função do promotor de Justiça. Precisamos servir com responsabilidade e compromisso, pois nosso papel é de extrema importância. Temos a possibilidade de transformar a vida de muitas pessoas. Mesmo nos processos mais simples, estamos modificando realidades.

Isso é que o deve alimentar a atividade de todos os promotores de Justiça”, disse o secretário-geral do Ministério Público de Pernambuco, Alexandre Bezerra. Ele ainda desejou sucesso aos futuros promotores e salientou que eles representam uma oxigenação para toda a Instituição.

 "Recentemente tivemos um grande avanço no MPPE com o democracia plena e os novos promotores chegam em um momento de grande afirmação desta instituição, pois estamos construindo um novo Ministério Público no Brasil. Um Ministério Público mais moderno, mais democrático e mais equânime", disse o chefe de Gabinete do MPPE, Paulo Augusto Oliveira.

  Expectativas - "Quero prestar um serviço de excelência à população de Mirandiba, onde irei atuar como promotor. Quero receber a população e atender às demandas sociais apresentando o Ministério Público e suas atribuições. Ao longo da minha carreira, espero ainda, aprender com a realidade do trabalho de promotor e trabalhar de forma a ser um vetor de transformação, contribuindo para uma sociedade mais justa", disse o futuro promotor de Justiça, Raul Lins, que irá atuar na cidade de Mirandiba, à 477 km do Recife.

 "Começar a trabalhar como promotora na cidade de Orocó é a realização de um sonho. Quero atuar para promover a justiça, o combater à corrupção e o combate à criminalidade. Sou baiana e estou vindo para Pernambuco para promover a cidadania e ajudar a população mais carente", disse a futura promotora de Justiça, Clarissa Dantas Bastos. A cidade está a 569 km do Recife e possui mais de 14 mil habitantes.
Marcadores:
Reações:

Postar um comentário

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget