Novos promotores de Justiça entregam documentação ao MPPE.

   Doze candidatos aprovados no último concurso para promotor de Justiça procederam com a entrega de documentos, nesta terça-feira (31), no Ministério Público de Pernambuco (MPPE). Jefson Romaniuc, Igor Holmes e Raul Lins representaram o grupo e foram recebidos pelo procurador-geral de Justiça, Francisco Dirceu Barros, na sede da Procuradoria Geral, no bairro de Santo Antônio, na região central do Recife.

A entrega de documentos é etapa fundamental do concurso, tendo em vista a necessidade de cada aprovado comprovar, no mínimo, três anos de experiência jurídica. Acompanhado pelo chefe de Gabinete da instituição, Paulo Augusto Oliveira, e pelo secretário-geral do MPPE, Alexandre Bezerra, o procurador-geral deu as boas-vindas aos futuros promotores, incentivando o grupo a se dedicar de corpo e alma à missão do MPPE e à construção de uma sociedade mais justa, equânime e democrática. "Hoje é um dia de grande alegria, pois estamos recebendo um valioso reforço de novos colegas para a defesa da cidadania e combate à criminalidade.

 No ano passado, foram novos 41 promotores e agora totalizam 53 novos profissionais. Um grande feito, se levarmos em consideração que iniciamos a gestão sem a possibilidade de nomear nem mesmo um promotor", disse Francisco Dirceu Barros na ocasião. "Estamos recebendo uma turma que tem vontade de ser promotor de Justiça, com energia renovada e muita garra para trabalhar. Uma parte dos candidatos já eram promotores de Justiça em outros Estados e, agora, eles estão retornando à sua casa.

A entrada desse grupo será pelo Sertão, atendendo, principalmente, as comarcas mais carentes", afirmou Barros. Ainda segundo ele, a expectativa é que seja possível convocar novos oito candidatos até o final deste ano.

Após a entrega da documentação, o próximo passo é a análise da comprovação da experiência jurídica de cada um e posteriormente a nomeação. A movimentação na carreira vai definir que cidades terão seus cargos a serem preenchidos.

"Estávamos com muita expectativa de chegar ao MPPE. Queremos exercer a atividade com dignidade, com foco na atuação extrajudicial, pois entendemos que nas ações extrajudiciais podemos resolver as grandes questões da sociedade de forma mais célere", disse Igor Holmes, um dos representantes do grupo de 12 promotores. Ainda quando fazia a graduação, ele teve a oportunidade de estagiar no MPPE. "Foi no momento do estágio que tive a certeza do que queria ser no futuro: promotor de Justiça. Quero trabalhar para aproximar a sociedade do MPPE e apoiar o exercício da cidadania", completou ele.

Raul Lins, que integrou o grupo de representação, também pretende reforçar a atuação extrajudicial do MPPE e, desde a época de concurseiro, vem acompanhando a profissão de promotor. "Pude conhecer e passar a admirar a função de promotor, a partir da minha vida de concurseiro. Hoje, o MP tem muitas atividades e é um grande instrumento de transformação social. Meu grande desafio dentro da instituição é aproximar a instituição do cidadão mais humilde", disse ele.

"Quero trabalhar para atender as demandas sociais e quero dar o máximo de mim. Desde que terminei a graduação, tenho me dedicado à carreira ministerial. Já tive experiência no MP da Paraíba e também no Ministério Público Federal e quero agregar o máximo que puder para atender as demandas sociais e valorizar a cidadania", disse Jefson Romaniuc, que integrou o grupo de promotores.
Marcadores:
Reações:

Postar um comentário

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget