Governo de Pernambuco é alvo de ação civil após ataques de tubarão.

  Os recentes ataques de tubarão registrados em Jaboatão dos Guararapes motivaram uma ação civil do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) contra o governo estadual. O documento deverá ser protocolado pela Promotoria de Meio Ambiente nos próximos dias.

O objetivo da ação é cobrar das autoridades o reforço na segurança do litoral e a retomada dos estudos nas áreas de risco. Entre as demandas solicitadas pelo Ministério Público, está a atuação do poder público em escolas para conscientizar a população quanto aos riscos de se banhar em áreas sujeitas a ataques de tubarão. Além disso, o órgão cobra a contratação de Bombeiros Militares, a compra de equipamentos como jet skis, a utilização de bandeiras e boias para sinalizar as áreas de risco, a colocação de telas nos pontos críticos e a utilização dos recursos provenientes de compensação ambiental para investimentos na área.

 Durante dez anos, o litoral pernambucano era monitorado a partir de uma parceria entre a Secretaria de Defesa Social (SDS) e a Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). No período, o barco Sinuelo realizava a captura, marcação e soltura dos animais na costa. Entre 2004 e 2014, mais de 400 animais foram capturados.

 “Não tínhamos incidentes há anos. Agora aconteceram dois em um curto espaço de tempo. Será que houve alguma mudança? Só o monitoramento poderia dizer”, defendeu o engenheiro de pesca Jonas Rodrigues, que participou da pesquisa no Sinuelo. Em nota, a Procuradoria Geral do Estado esclareceu que “não se irá antecipar a supostos argumentos a serem futuramente aduzidos na petição inicial, reservando-se a contrariá-los no momento processual próprio”.


O objetivo da medida é cobrar o reforço na segurança do litoral e a retomada dos estudos nas áreas de risco.
Marcadores:
Reações:

Postar um comentário

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget