Estudantes da EREM Oliveira Lima vivenciam cultura nordestina em Festival de Arte.

Apresentação teatral e de dança, show de calouros, desfile de traje típico e gincana de conhecimento fizeram parte da programação.

 Durante esta semana, estudantes da Escola de Referência em Ensino Médio (EREM) Oliveira Lima, localizada no bairro da Boa Vista, se reuniram para promover a primeira edição do Festival de Arte. O evento que teve como objetivo central apresentar a relevância da identidade cultural e apresentar a arte e a cultura do nordeste e sua musicalidade teve a oportunidade de mostrar o talento e a habilidade de cada participante envolvido. DEntro da programação, apresentação teatral e de dança, show de calouros, desfile de traje típico e gincana de conhecimento, fizeram com que os estudantes celebrassem a aprendizagem da cultura local dentro do espaço escolar.

"Esperamos que com esse projeto haja uma maior compreensão e valorização da cultura nordestina em seus costumes, crenças, danças, músicas e hábitos. Tudo isso foi fruto da interação de portugueses, negros e índios", explica a professora de matemática Kênia Glowecki, uma das organizadoras do festival. De acordo com o estudante do 3º ano Sadraque Santos, que participou da peça teatral Sombras de Lampião, o projeto uniu toda a escola. Para ele, ver as turmas se ajudando foi um ato de grandeza.

 “Resumindo em uma só palavra: foi espetacular. Acredito que assim como na minha vida foi um grande aprendizado e me fez enxergar o valor da nossa cultura, além de mostrar o quanto vale um trabalho em equipe. Muitos estudantes, no início, não gostaram da ideia do evento, porém, quando o evento foi se aproximando, mudaram totalmente de ideia, e conseguimos fazer essa festa linda e organizada”, destaca.

 O festival também teve a intenção de transmitir conhecimentos com a interação entre as demais dimensões pessoais, levando os estudantes a potencializarem seus sentimentos, sua corporeidade e sua espiritualidade, através de práticas e vivências em favor de seu crescimento pessoal, profissional e crítico. Aryane Negromonte, estudante do 2º ano, que participou da atividade musical fazendo remix com músicas de Luiz Gonzaga, contou que esse momento foi muito envolvente para todos os estudantes, pois proporcionou um momento de conhecimento e lazer.

 “Esse festival me ajudou a desenvolver um trabalho em grupo muito gratificante. A partir dele, consegui perder minha timidez e aprender mais sobre a cultura nordestina, além da comunicação e afinidade com os professores e colegas. Foi muito contagiante”, comenta.
Marcadores:
Reações:

Postar um comentário

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget