Ex-policial rodoviário federal é preso em operação no estado de Pernambuco.

  Policiais Federais lotados na Superintendência Regional do Departamento de Polícia Federal em Pernambuco dentro da chamada “OPERAÇÃO PROCURADOS” (a operação é contínua e começou a ser colocada em prática desde o ano de 2010 com essa designação e tem por objetivo dar cumprimento à Mandados de Prisão Temporária e Preventiva expedidos pela Justiça Federal e que são de competência da Polícia Federal realizar a sua execução) conseguiram prender, OZÉAS DAS NEVES DO NASCIMENTO, ex-policial rodoviário federal de 64 anos, natural de Barra de Guabiraba/PE e residente em Gravatá/PE.

O aludido policial já foi ex-Superintendente da Polícia Rodoviária Federal em Pernambuco e foi demitido depois de um Processo Disciplinar feito pela Corregedoria do órgão, após a conclusão da investigação criminal feita pela Polícia Federal.

O preso possui antecedentes criminais – e mandado de prisão em aberto desde o dia 27/06/2016– com sentença condenatória de 08 (oito) anos e 10 (dez) meses transitado em julgado em 17/12/2015 – pela prática dos crimes cometidos em novembro de 2000 tipificados nos artigos 312 (peculato: apropriar-se de dinheiro ou valor de que tem a posse em razão do cargo, ou desviá-lo, em proveito próprio ou alheio - pena-2 a 12 anos de reclusão), artigo 171 § 3º (estelionato, defraudação de penhor – 1 a 5 anos de reclusão) e artigo 327, § 2º (crime contra administração pública).

A prisão aconteceu de forma tranquila quando após longos levantamentos na área de inteligência policial tomou-se conhecimento de que o foragido estaria indo levar seu filho e sua mulher para uma clínica médica situada no bairro da Ilha do Leite-Recife/PE – de sorte que foi montada uma equipe de policiais federais no Núcleo de Capturas/PF-PE onde após constatação de que era mesmo o sentenciado da Justiça Federal foi lhe dado voz de prisão! Terminado os trabalhos ostensivos de identificação o preso foi conduzido até a sede da Polícia Federal no cais do Apolo no Bairro do Recife Antigo, onde, após ter sido informado dos seus direitos e garantias constitucionais foi levado para realizar Exame de Corpo de Delito no IML - Instituto de Medicina Legal e em seguida encaminhado para o COTEL-Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna, onde ficará à disposição da 36ª Vara Federal Privativa de Execuções Penais e Crimes Dolosos contra a Vida.

Marcadores:
Reações:

Postar um comentário

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget