A Polícia Federal deflagrou, hoje dia 26/04/2018 a “Operação #Underground 2” de combate à pornografia infantil.

  Nesta segunda fase, desenvolvida após a prisão de 21 pessoas em 2017, novas incursões na DeepWeb foram realizadas, resultando na identificação de um grande grupo de produtores de material de exploração sexual infantil. Por meio de modernas técnicas de investigação digital no ambiente da DeepWeb, desenvolvidas pela própria Polícia Federal, chegou-se a um grupo com abrangência nacional, integrado por 13 pessoas, que se comunicava em ambiente cibernético. E era neste local virtual que ocorria o comércio das imagens ilícitas. Segundo aponta as investigações, grande parte dos envolvidos efetivamente abusava sexualmente de crianças registrando as imagens. Numa segunda etapa, reuniam-se em salas virtuais dedicadas à pedofilia, onde trocavam, vendiam ou simplesmente disponibilizavam os arquivos ilícitos. Algumas vítimas já foram identificadas, o que mostrou que o agressor é, no mais das vezes, pessoa do convívio da família da vítima, ou mesmo parte dela.

Foram cumpridos 11 Mandados de Busca e Apreensão e 10 de Prisão Preventiva, nos Estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Goiás, Pernambuco, Maranhão e Acre. O crime de publicação de imagens de pornografia infantil prevê pena de 3 a 6 anos de reclusão. Já o estupro de vulneráveis prevê de 8 a 15 anos de prisão. Em Recife desde às 6h da manhã de hoje, duas equipes compostas de 6 policiais federais deram cumprimento dentro da Operação #Underground 2” a um mandado de prisão preventiva em desfavor de BRUNO SILVA DE ARAÚJO, 26 anos, desempregado, natural e residente em Paulista/PE. No momento do cumprimento da ordem judicial, o suspeito estava em sua residência e não ofereceu nenhuma resistência. No local foi feita uma perícia técnica em seu computador onde foi encontrado vasto arquivo de pornografia infantil em vídeo e fotos! Foi apreendido um notebook e um aparelho celular

O preso está sendo autuado em flagrante pelos crimes constantes na Lei 8.069/90 - Estatuto da Criança e do Adolescentes tipificado no artigo 241-B no que se refere adquiri, possuir ou armazenar por qualquer meio, fotografia, vídeo ou outra forma de registro que contenha sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente. Após a autuação, o preso realizará Exame de Corpo de Delito no IML-Instituto de Medicina Legal, e passará por audiência de custódia e caso seja CONFIRMADA A SUA PRISÃO PREVENTIVA para será conduzido para o COTEL- Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna, onde ficará à disposição da Justiça Federal/PE.

Marcadores:
Reações:

Postar um comentário

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget