MPPE recomenda a criação de Plano de Proteção à Juventude Negra de Garanhuns.

  O Ministério Público de Pernambuco (MPPE), por meio da 2ª Promotoria de Justiça de Defesa da Cidadania de Garanhuns, recomendou à gestão municipal de Garanhuns que apresente à sociedade seu Plano de Proteção à Juventude Negra. O plano a ser apresentado é fruto das audiências públicas realizadas pelo MPPE em prol da juventude negra que vive em situação de vulnerabilidade no município.

O foco de proteção do plano é referente à faixa etária entre 15 e 29 anos em situação de vulnerabilidade juvenil, violência e desigualdade racial em Garanhuns. Sendo este plano necessário para a realização de ações de proteção da juventude negra nos próximos anos. No texto do plano devem constar medidas de ação afirmativa, conforme o artigo 4 do Estatuto de Igualdade Racial. Estas ações serão medidas para especiais adotadas tanto pelo Estado quanto pela iniciativa privada para a correção das desigualdades e promoção de igualdade e oportunidades.

De acordo com a recomendação, a Prefeitura de Garanhuns terá de dispor uma equipe técnica completa de apoio para compor o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), que assistirá às comunidades quilombolas. Também deve ser apresentado um projeto de implementação de uma Unidade Básica de Saúde para atender as comunidades quilombolas presentes no município.

A gestão municipal de Garanhuns tem um prazo de dez dias para informar o acatamento ou não da recomendação expedida pelo MPPE

Marcadores:
Reações:

Postar um comentário

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget