MPF quer sanar irregularidades em licitações com verbas da Saúde em Condado (PE).

  Recursos foram repassados para realização de melhorias sanitárias domiciliares para prevenção de doenças.

O Ministério Público Federal (MPF) em Goiana (PE) expediu recomendação à Prefeitura de Condado, na zona da mata pernambucana, para sanar irregularidades em licitações realizadas com recursos repassados pelo Ministério da Saúde (MS). A recomendação decorre de inquérito civil instaurado para apurar a aplicação de verbas destinadas, entre 2007 e 2009, para realização de melhorias sanitárias domiciliares para prevenção de doenças.

Conforme argumenta o MPF, relatório da Controladoria-Geral da União (CGU) constatou que a licitação realizada pelo município de Condado para a realização das melhorias violou, em seu instrumento convocatório, preceitos legais a respeito do caráter competitivo do certame. O MPF também considera que a prefeitura não observou as exigências da Lei de Licitações (Lei nº 8.666/93) e desrespeitou determinações do Tribunal de Contas da União relativas a licitações e contratos.

O MPF recomenda que a prefeitura deixe de estabelecer, nos instrumentos convocatórios de licitações realizadas com verbas do MS, exigências de habilitação jurídica, técnica ou fiscal que restrinjam o caráter competitivo dos certames. Recomenda, ainda, que os editais sejam publicados em jornal de grande circulação e que a prefeitura fiscalize a execução dos contratos administrativos firmados com recursos federais.

Caso a recomendação não seja acatada, o MPF poderá adotar as medidas administrativas e judiciais cabíveis

Marcadores:
Reações:

Postar um comentário

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget