Escola Amiga do Samu contempla mais de dois mil alunos da rede municipal.

  O segundo semestre de 2017 foi marcado pela segunda fase do projeto “Escola Amiga do SAMU”, que faz parte do programa Aprender com Saúde, desenvolvido através de uma parceria entre as Secretarias de Saúde e de Educação do município, que contempla as escolas públicas de Caruaru. O programa qualificou alunos e professores a como identificar, abordar e agir em relação às vítimas que necessitam de primeiros socorros ou cuidados imediatos, além de conhecer o funcionamento do serviço e alertar sobre os trotes.

 A princípio, as escolas Municipais Álvaro Lins, Mestre Vitalino, Professor Leudo Valença, Professora Sinhazinha, Jardim de Infância Santos Anjos, Professora Teresa Neuma Pereira Pedrosa, Professora Laura Florêncio, Professor Luiz Pessoa da Silva, Professora Josélia Florêncio da Silveira e Professora Margarida Miranda de Farias tiveram dois alunos e um professor, de cada turno, participando da capacitação de prevenção de acidentes e violência do SAMU, tornando-se aptos a prestar o atendimento de primeiros socorros nas unidades de ensino, além de serem agentes multiplicadores nas escolas.

 “Nosso objetivo foi qualificar, através de capacitação técnica, professores e alunos para identificar, abordar e agir em relação às vítimas que necessitam de primeiros socorros ou cuidados imediatos, tendo como meta fundamental salvar vidas. Além de despertar a necessidade de que todos se tornem agentes multiplicadores dos conhecimentos, e das atitudes que ampliam a cidadania, dentro e fora da escola”, explicou o Coordenador Geral do SAMU, Tiago Acioli.

 Ao todo foram capacitadas 96 pessoas, entre estudantes e educadores, que atingiram mais de dois mil alunos da rede municipal de ensino. Cada escola contemplada, este semestre, recebeu kit de primeiros socorros, demonstração de atendimento de emergência executado pelos alunos e professores que participaram do treinamento, palestras para conhecer como funciona o serviço do SAMU e esclarecer os perigos do trote, além de entrega dos certificados de “Escola Amiga do SAMU” para a instituição e “Amigo do SAMU” para os alunos e professores que fizeram a capacitação.

 “A experiência de 2017 foi muito exitosa, os alunos foram muito receptivos e demonstraram interesse pelo tema, inclusive ouvimos relatos dizendo “quero ser do SAMU quando crescer” seja médico, socorrista, enfermeiro.

 Além da valiosa formação e informação transmitidas pela ação, o projeto desperta os alunos para uma futura profissão. Para 2018 pretendemos dar continuidade ao programa contemplando cerca de 20 escolas, seguindo a sequência pelas escolas municipais com maior número de alunos pela importância da disseminação das informações”, revelou a coordenadora do Programa Aprender com Saúde, Carina Toscano.

Projeto faz parte do programa Aprender com Saúde que atende 116 escolas cobertas por 52 equipes de Saúde da Família.
Marcadores:
Reações:

Postar um comentário

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget