Arnaldo Barros: Panorama sobre reformulação do elenco.

  Presidente concedeu entrevista às rádios nesta sexta e deu detalhes sobre a montagem do time para 2018.

 O presidente do Sport, Arnaldo Barros, concedeu entrevista às rádios Jornal, CBN e Transamérica na manhã desta sexta-feira (29), na Ilha do Retiro. O mandatário rubro-negro falou sobre a reformulação do elenco para a temporada 2018 e deu um panorama sobre as negociações em curso. Confira abaixo os principais pontos da entrevista.

  Marlone e Pedro Castro:

Como todos sabem, a política do Sport é só tratar de atletas que são do seu próprio elenco, quando estão devidamente contratados. Nenhum desses dois estão contratados. São dois atletas talentosos e que interessam. Particularmente sobre Marlone, as tratativas estão praticamente finalizadas. Estamos pendentes apenas da assinatura do contrato. Isso deve ser concluída no transcorrer do dia. Mas não posso cravar que está contratado. Espero que o vazamento dessa informação de que o Sport está a ponto de contratar Marlone não prejudique a negociação. Até porque, pelo que sei, pelo que li e ouvi, esse atleta estava contratado pelo Bahia. E agora surge que era o Sport quem realmente está à frente da negociação. O status dessa negociação é esse: estamos acertados com o atleta e com o Corinthians por empréstimo de um ano. Mas ainda dependemos do contrato assinado. Quanto a Pedro Castro, são só especulações por enquanto.

Patrick:
Temos que entender que na contratação de um atleta existem vários interesses. Interesse do clube que quer contratar, do clube ao qual o atleta está vinculado, do próprio atleta, do empresário, da torcida, da imprensa... O Sport quando contratou Patrick por empréstimo estabeleceu as condições para aquisição dos direitos econômicos dele em definitivo. Todavia, isso passa pela vontade do atleta e passa por colocações do empresário. Não adiantava investir na compra do atleta se todo o mais não estivesse alinhado. Fomos ao nosso limite em termos de proposta. O atleta não ficou. Agradecemos a ele, um profissional de primeira linha. Ele segue o rumo dele e o Sport segue o nosso.

Número de atletas:
Imaginamos que o nosso elenco precisa de uns nove atletas a mais. Estamos com negociações bem avançadas nos nove casos. Estamos muito bem encaminhados. Isso inclui contratações e renovações. Estou falando do número de atletas que não estão no clube no momento.

Montagem do elenco
Houve de tudo: indicações nossas (diretoria), porque não estávamos parados, e indicações dele (Nelsinho). Estivemos reunidos com Nelsinho e debatemos todas as situações. Alguns atletas apresentados ele já conhecia e ratificou de fato. Outros ele pediu para que fizéssemos proposta. Tudo foi conversado e alinhado pela diretoria e pela comissão técnica.

Possíveis saídas.
Futebol é dinâmico. Queremos trabalhar com cerca de 25 atletas, um elenco enxuto. E assim que o treinador quer trabalhar. Vamos procurar atender ele em tudo o que é possível. Assim como fizemos com os outros treinadores que passaram pelo Clube. A bem do Sport e a bem dos atletas, eles podem ser disponibilizados a outros clubes. Isso pode acontecer, mas não quer dizer que vai acontecer.

Velocidade das negociações:
Temos um grupo formado. Se fossemos para o papel, o Sport teria time para colocar em campo. Nós já temos o que apresentar. Todavia, a nossa pretensão é fechar o grupo o quanto antes. Mas isso não pode ser argumento para que sejamos precipitados. Eu sei da ansiedade dos sócios, da torcida, da imprensa por assuntos para debater. Mas os interesses do Sport estão acima de tudo. Temos que entender o “time” de cada negociação. Não pode haver precipitação. Falam em demora, inércia... Prefiro suportar as críticas e ter a concretização das negociações do que ser precipitado, falar de nomes, e não vir ninguém e gerar uma frustração maior com prejuízo para o clube.

Durval
As negociações com ele estão bem encaminhadas. Não acredito que terá problemas. Foi um pedido do próprio Nelsinho. Vamos com calma. Eu acredito na renovação do Durval e temos tempo para isso.

Diego Souza
Diego tem contrato até dezembro de 2018. Leio e escuto dizendo que a situação do Diego está indefinida. Não está. Ele tem contrato com o Sport até o fim do ano que vem. Nenhum atleta do Sport é inegociável. No momento, o que existe é o interesse do São Paulo, como está sendo divulgado. Chegou até a nós uma proposta pelo empresário dele, mas que não nos agradou. Diego é um atleta que terminou entre os maiores artilheiros do País, que deve ir à Copa do mundo, que seria titular na maioria dos times do Brasil. Dizem que o Sport está sem dinheiro ou queimando ativos. Até agora não alienamos nenhum atleta. Não vendemos nem um atleta. Das negociações que foram noticiadas, só duas foram formalizadas: a renovação de Raul Prata e o empréstimo de Ronaldo (para a Ponte Preta). Os demais não assinei nada ainda. O Sport só se manifesta quando estiver tudo “preto no branco”.

Régis:
O Sport não negociou com o Bahia. O interesse que está ocorrendo é do São Paulo na compra do percentual sobre o atleta que o Sport tem. Isso está sendo negociado, mas não está concluído. Tem clube aí anunciando desta forma dizendo que o valor foi esse, foi aquele, mas esquecem que o proprietário dos diretos federativos é o Sport e o Sport não negociou com nenhum clube. O que não quer dizer que não vai fazer até porque é oportuno e tínhamos a intenção de Régis ser integrado ao nosso elenco e o próprio Régis falou que estava mais ambientado em Salvador. Nós consideramos tudo isso, mas proprietário dos diretos somos nós e nós ainda temos mais um ano de contrato com ele. É verdade que tudo aponta para uma negociação até porque se não fizermos agora nós daqui até o próximo dezembro, a gente não tem mais como negociar os diretos econômicos porque esgota-se a contratação. O melhor momento é agora, mas nós até o momento não concluímos nenhuma negociação. Eu vejo uma precipitação muito grande quando a coisa não está nem concluída.

Rithely Eu posso dizer a verdade: que existe interesse do Internacional, um interesse compreensível e justificável. Rithely é um excelente jogador, um rapaz novo, de uma capacidade física pulmonar privilegiada, um talento singular no Brasil. Um dos melhores volantes que existem no Brasil e é natural o interesse. O Corinthians se interessou, Palmeiras se interessou, o Internacional que já teve interesse antes voltou a ter interesse. Existe interesse sim, isso é natural e qualquer atleta do Sport pode ser negociado. Ocorre que os clubes de uma maneira geral estão sem recursos. Não é só o Sport que está com dificuldade financeira, todos os clubes estão sem recursos a não ser aqueles que venderam jogadores para fora e outros. Mas todas as negociações estão sendo feitas à base do escambo, da troca.

A proposta até agora pela Internacional não satisfez o Sport, o Sport não fez nenhuma contra oferta e contra proposta, mas a proposta que veio não satisfez o Sport. Então dizer que Rithely está com situação indefinida, não está. Ele é atleta do Sport até 2022. Se chegar uma proposta que for interesse do atleta e do clube nós faremos. Nós não faremos uma negociação a um ponto que não seja interessante pro Clube só porque a imprensa de lá forma um reboliço ou diz que está perto de contratar ou que não está. O primeiro interessado e quem define isso tudo é o dono dos direitos federativos do atleta que é o Sport.
Marcadores:
Reações:

Postar um comentário

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget