Governo do Estado amplia escolas em tempo integral.

  O Governo do Estado, por meio da Secretaria Estadual de Educação (SEE), divulgou, nesta segunda-feira (11), a ampliação do programa de educação em tempo integral de Pernambuco para o ano letivo de 2018. Mais 20 escolas da Rede Estadual serão integradas ao programa. Dessas, três se transformarão em Escolas Técnicas Estaduais (ETE) e duas funcionarão em tempo integral com dois turnos. A novidade foi divulgada durante coletiva de imprensa, realizada na sede da pasta, no bairro da Várzea, no Recife.

 “Ao longo desses últimos dez anos, o Estado de Pernambuco evoluiu no sentido de manter o processo de expansão do ensino integral nas escolas. Atualmente, nós temos 372 escolas que funcionam em tempo integral, sendo 332 escolas de referência e 38 escolas técnicas. Fizemos algumas experiências no ano passado, e estamos ampliando esta Rede, que antecipa a meta do Plano Nacional de Educação para 2024”, detalhou Fred Amancio, secretário de Educação. Além de garantir educação de qualidade para os estudantes da rede estadual, Pernambuco inovou mais uma vez com a criação do modelo de escola em tempo integral com dois turnos. Funciona assim: o primeiro turno conta com atividades das 7h às 14h e o segundo turno das 14h30 às 20h40.

 É mais vantagem para os estudantes, que terão uma oferta maior de vagas para aprender mais, além de escolher o melhor horário de adaptação. As escolas que se transformarão em ETEs são: Escola de Referência em Ensino Médio (EREM) Porto Digital, EREM Joaquim da Silva Filho e EREM Maria Emília Cantarelli. Já as que funcionarão em tempo integral com dois turnos são: Escola Pintor Manoel Bandeira, em Olinda, e a Escola Alberto Torres, no Recife. Nesta última unidade de ensino, a manhã foi de orientação.

A gestora, Girselha Queiroz, reuniu todos os estudantes e professores para contar a novidade. Os discentes veteranos, segundo ela, atuarão como protagonistas nesta nova jornada, recepcionando os novatos em 2018.

 “Como a mudança só vale para os estudantes que estão ingressando no primeiro ano do Ensino Médio em 2018, os que já estudam aqui vão reforçar um trabalho que já é feito na escola, que é o de recepcionar os novatos e fazer com que eles se sintam pertencentes a esta escola”, detalhou. Para ela, a novidade vai beneficiar os jovens que queiram se profissionalizar.

 “A comunidade escolar em si achou essa iniciativa bem interessante porque vai dar mais oportunidades aos alunos que quiserem fazer parte do programa Jovem Aprendiz, por exemplo, onde ele passa por estágios remunerados em empresas e possa concluir os estudos ao mesmo tempo”, declarou. Ana Vitória Oliveira, estudante do primeiro ano do Ensino Médio da Escola Alberto Torres, está entusiasmada com a novidade.

Ela acredita que uma jornada mais extensa de aulas pode incentivar os colegas a se dedicar mais aos estudos. “O primeiro ano é onde toda a preparação para o vestibular começa. Ficando mais horas dentro da escola, tudo vai ser melhor, os adolescentes vão estudar mais e ter bem mais contato com o universo escolar”, disse.

Para o ano letivo de 2018, serão 17 novas escolas em tempo integral, além de três escolas técnicas.



Marcadores:
Reações:

Postar um comentário

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget