Santa Cruz e Náutico duelaram contra o racismo junto ao MPPE.

  O resultado do jogo foi o que menos importou. Quem saiu ganhando foi a sociedade pernambucana. No último sábado 4 de novembro, Santa Cruz e Náutico jogaram pelo Campeonato Brasileiro de Futebol da Série B e lançaram, dentro do Arruda, a campanha Diga Não ao Racismo, uma iniciativa do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), por meio do Grupo de Trabalho a Enfrentamento À Discriminação Racial (GT Racismo), em parceria com os três grandes clubes da capital, a Federação Pernambucana de Futebol (FPF) e as polícias Civil e Militar.

 O Santa Cruz entrou em campo ostentando o slogan da campanha na sua camisa de jogo, enquanto que os jogadores do Náutico carregaram uma faixa com os dizeres da iniciativa conjunta. O locutor oficial do Estádio do Arruda também fez referência à campanha, que recebeu os aplausos dos torcedores. Presente à tribuna de honra do Estádio José do Rego Maciel, a procuradora de Justiça e coordenadora do GT Racismo, Bernadete Figueiroa, aplaudiu a iniciativa dos clubes. “Apesar de grande parte dos atletas e torcedores ser da população negra, ainda faltam negros nos cargos de comando, como árbitros e diretoria.

A campanha é oportuna porque estimula a reflexão. O esporte não é um lugar diferente e falar sobre o racismo é sempre um incômodo para os não negros", disse a procuradora, que assistiu ao jogo ao lado do presidente do Santa Cruz, Alírio Rio Moraes, na tribuna de honra do Arruda. O dirigente tricolor lembrou as origens do clube para justificar a adesão à campanha. "Enfrentar o racismo faz parte da origem da história do Santa Cruz.

Este é um clube que nasceu para combater a discriminação racial e social", reforçou Alírio Rio Moraes. Já o presidente do Náutico, Ivan Pinto, salientou a importância a parceria com o MPPE e os clubes da capital. "Trata-se de uma campanha de alta relevância para o combate ao racismo no futebol. Gostaria de registrar mais uma vez que o clube abraça essa iniciativa, dando total apoio e desejando que a ação alcance o sucesso merecido", enfatizou.

 A campanha prossegue por todo o mês de novembro, o Mês da Consciência Negra. Posts nas redes sociais e ações institucionais estão sendo realizadas. Quem quiser baixar os arquivos de imagem da iniciativa e imprimir pôster e panfletos ou confeccionar camisas, basta acessar o link: http://www.mppe.mp.br/mppe/comunicacao/campanhas/8590-enfrentamento-ao-racismo-no-futebol.
Marcadores:
Reações:

Postar um comentário

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget