NÁUTICO PARTICIPA DE CAMPANHA CONTRA RACISMO DO MPPE.

   Pessoas diferentes unidas por uma mesma bandeira: isso é futebol. Como prova de que acredita nessa ideia, esta terça-feira (31) foi dia de o Náutico dizer mais uma vez não ao racismo, apoiando a Campanha Diga Não ao Racismo, lançada pelo Ministério Público de Pernambuco (MPPE). A ação foi apresentada à imprensa em coletiva, no Salão dos Órgãos Colegiados, no bairro de Santo Antônio. Em parceria com o Timbu e outros clubes de futebol do Estado, o MPPE realizará uma série de iniciativas de combate à discriminação no futebol a partir de novembro, considerado o Mês da Consciência Negra.

 A campanha é organizada pelo Grupo de Trabalho de Enfrentamento à Discriminação Racial (GT Racismo) e contou no lançamento com a participação do presidente em exercício do Náutico, Ivan Pinto da Rocha, e do goleiro, Jeferson. “Nunca vi um caso de racismo, mas já fui alvo de insultos por ser nordestino. Isso não pode continuar. Sinto orgulho de poder contribuir com essa ação do Ministério Público”, disse o atleta.

 Já o mandatário alvirrubro salienta a importância de conscientizar a população desde criança. “Eduquem as crianças para não punir os adultos”, diz ele, citando o filósofo grego Pitágoras. O gestor completou, ratificando a adesão do clube à iniciativa.

“A campanha terá todo o apoio do Náutico e não irá faltar empenho do clube para implementar as ações. É fundamental não só educar as pessoas, como também punir os autores de qualquer tipo de ato de ordem racista”, destacou Ivan Pinto.

 A Campanha Diga Não ao Racismo também conta com o apoio da Federação Pernambucana de Futebol (FPF) e das Polícias Militar e Civil, além da Prefeitura do Recife, que adotará a campanha em seu campeonato Recife Bom de Bola. O pontapé para a campanha será no Clássico das Emoções, no próximo sábado (4), no Arruda.

O jogo será o primeiro das oito partidas realizadas em Pernambuco em novembro com o mote Diga Não ao Racismo no Futebol. Os jogadores das duas equipes entrarão em campo com uma faixa alusiva à campanha, com os dizeres “Diga Não ao Racismo”, além de usarem uniformes com o slogan estampado. Justiça.

 A campanha do MPPE busca ainda dar o devido encaminhamento legal aos casos de racismo, já que por não se tratarem de crimes de menor potencial ofensivo, não são de competência do Juizado Especial do Torcedor, devendo ser encaminhados ao Ministério Público para ajuizamento da competente ação penal.
Marcadores:
Reações:

Postar um comentário

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget