Audiência pública debate a situação da PE-375.

  A população do nunicípio de Tacaratu procurou o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) para expressar sua preocupação com o elevado índice de acidentes ao longo do trecho da rodovia estadual PE-375, que corta a cidade. Com o objetivo de buscar soluções, a Promotoria de Justiça local realizou, na última terça-feira (21), audiência pública com a participação dos moradores e do Departamento de Estradas de Rodagem de Pernambuco (DER-PE).

Na reunião, o promotor de Justiça José Soares expôs as informações colhidas em um inquérito civil que apura o alto registro de acidentes viários. De acordo com ele, a localização da estrada, que atravessa todo o núcleo urbano de Tacaratu e a geografia da cidade, marcada por montanhas e vales, propiciam muitos acidentes fatais.

 Uma alternativa viável, apontada ao longo da tramitação do Inquérito Civil, seria a construção de uma estrada que passe por fora da zona urbana. "Seria um trecho com extensão não superior a cinco quilômetros, com evidentes benefícios, tornando realidade um desejo de toda a sociedade tacaratuense", afirmou José Soares.
Marcadores:
Reações:

Postar um comentário

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget