POLICIAIS DO BOPE CAMPEÕES BRASILEIROS DE JIU-JITSU SEM KIMONO NO RIO DE JANEIRO.

     Policiais do Batalhão de Operações Policiais Especiais -BOPE vencem o campeonato nacional de Jiu-Jítsu Sem kimono Submission e trazem medalhas de ouro e prata para Pernambuco. Aos 33 anos, o lutador Douglas Tomé, sargento da PMPE, trouxe mais uma vitória sendo bicampeão na modalidade pesadissímo, mais de 100 quilos.

Bem como, o soldado e lutador Ramiro Rufino, 31 anos, que também conquistou a vitória sendo vice-campeão na modalidade pesado. A competição que reúne alguns dos melhores atletas do Brasil aconteceu nos dias 30 de setembro e 1 de outubro, na Tijuca Tênis Club, na Tijuca, Rio de Janeiro. Alunos dos mestres Luciano Pio e do soldado Renato Burgos, Tomé e Rufino foram revelados pela academia ZR TEAM localizada na Ilha do Retiro, onde diariamente treinam. Ambos faixa azul, venceram três duros combates em dois dias.

De acordo com o sargento Tomé, que disputou pela segunda vez e conquistou o título, a vitória faz parte de uma disciplina diária. " Eu treinei bastante e estou muito feliz de trazer mais essa vitória para nosso Estado", exclamou. Sobre a relação da profissão com as artes maciais ele afirma imediatamente: "Sinto-me realizado porque faço o que gosto. Sou estudante de Educação Física, lutador e policial militar.

 Estou sempre aplicando meus conhecimentos no meu dia dia e repassando experiências para meus amigos no trabalho, o que faz toda diferença na hora de agir". Consoante a vida de atleta e policial, o soldado Rufino confirma que a arte macial prepara o policial para qualquer situação de crise." No mês passado, fomos chamados para uma ocorrência em Jaboatão dos Guararapes onde um homem fez pessoas de refém.Tudo correu bem!

Então estamos prontos para atuar profissionalmente com nossa técnica", explicou. Além da academia, eles treinam ordinariamente no tatame do BOPE como modalidade de defesa pessoal, onde o tenente coronel Menezes influenciou a prática e abriu as portas da Unidade para receber outros policiais de todo Brasil e visitantes interessados em compartilhar experiências. De acordo com os policiais campeões a participação dos atletas militares nos campeonatos é de suma importância. "Conhecemos vários batalhões de outros Estados e muitos atletas renomados já afirmam que Pernambuco é referencia no Jiu-Jitsu", disse Tomé.

O BOPE gerou um Projeto Social há 8 meses, onde policiais militares treinam artes maciais com crianças das comunidades vizinhas a Unidade, todos os dias, pela manhã, onde Tomé e Rufino também são professores. Segundo eles, o objetivo da Polícia Militar tem relação com o bem estar social e é um privilégio representar a Corporação onde for.
Marcadores:
Reações:

Postar um comentário

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget