MPPE recomenda ao Prefeito de Orocó que se abstenha de realizar contratos temporários.

  Várias reclamações na Promotoria de Justiça de Orocó relatam que o prefeito, George Gueber Cavalcante Nery, realizou contratos temporários, contratos simplificados e minicontratos para cargos nos quais há candidatos aprovados no último concurso público municipal. Assim, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou ao prefeito que se abstenha de tais contratos ou qualquer outro vínculo precário para o exercício dos cargos em que haja candidato aprovado no último concurso público realizado na cidade.

O MPPE também recomendou que todos os contratos temporários sejam substituídos por candidatos aprovados dentro ou fora do número de vagas ofertadas no último concurso em quantidade que supra as demandas do município. Foi ainda requisitado que, em um prazo de 10 dias, o prefeito responda se a recomendação seria cumprida e efetivada, encaminhando uma lista completa e detalhada, separada por secretaria, cargo e lotação, de todos os contratos existentes no ano de 2017. O não fornecimento das informações requisitadas se caracterizará como ato de improbidade administrativa.
Marcadores:
Reações:

Postar um comentário

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget