Ministério Público apura irregularidades nos Correios em Pernambuco.

  O Ministério Público Federal (MPF) em Pernambuco ajuizou uma ação civil pública para que os Correios prestem seus serviços de maneira satisfatória no estado e corrijam outros procedimentos, em caráter nacional.

O responsável pelo caso é o procurador Alfredo Falcão Júnior. As reclamações incluem demora na entrega de encomendas, mau atendimento, devolução indevida e extravio de mercadorias. Além disso, o procurador apontou que a quantidade de funcionários da empresa não é adequada para o volume da demanda de serviços.

 Assim, será preciso que os Correios apresentam documentação que comprove a falta de ativos para a contratação de funcionários em quantidade ideal e reponha pelo menos 50% das vagas por meio de contratação efetiva. O MPF aponta, ainda, que será necessário estabelecer um programa interno de melhoria no atendimento de encomendas, indicando responsabilidades em casos de extravio de mercadorias, com divulgação ao público externo quanto aos meios para reclamações dos consumidores.

Outra medida que deve ser adotada é a possibilidade de rastreamento ponto a ponto da categoria “Carta Registrada Nacional”.

 A Justiça deverá condenar os Correios ao pagamento de danos morais coletivos.
Marcadores:
Reações:

Postar um comentário

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget