Grafite avalia chegada de Martelotte e sequência na Série B.

Grande ídolo da torcida coral, o atacante Grafite já está completamente readaptado ao Santa Cruz, após acertar retorno ao clube. Ele chegou e teve um impacto positivo imediato, balançando as redes e elevando o nível do time.

Os resultados, no entanto, ainda não chegaram. Mas Grafite acredita que, com a chegada do técnico Marcelo Martelotte, o Tricolor deve ganhar uma sequência positiva na Série B.

Martelotte fará a sua estreia diante do ABC, no próximo dia 9 de setembro, em Natal. O Santa segue em preparação para a partida.

Confira, abaixo, a entrevista de Grafite, após o treino desta quinta-feira, no Arruda.

Saída de Givanildo
Troca de treinador nunca é um bom sinal, mostra que o trabalho não vinha sendo feito da melhor forma. Não por parte do Givanildo. Ele tentou de todas as maneiras. Por mais que a gente gostasse do trabalho, do estilo dele, os resultados não vieram. Então, essa troca hoje, infelizmente, é natural no futebol. Lógico que existem bons fatores. Os que não estavam atuando se motivam mais.

Chegada de Martelotte
O Marcelo (Martelotte) é um cara que já conhece o clube, que conhece a característica dos jogadores, alguns que já trabalharam com ele em 2015. Então, já sentimos uma mudança no ambiente e dentro da equipe, no trabalho que ele vem fazendo, tentando compactar o time. O Marcelo colocou bem e sabemos que podemos reverter essa situação. Os treinamentos vêm sendo melhores, com mais empenho e dedicação. Esperamos levar isso para dentro de campo.

Necessidade de mudança
Acredito que estávamos, sim, precisando de uma mudança drástica. O Givanildo cobrava bastante também, mas o Marcelo tem um estilo diferente. Ele voltou ainda mais atualizado, já trouxe algumas coisas importantes para a equipe. Estávamos precisando de uma organização e uma compactação maior, em termos de ordem tática. E ele está trazendo isso para o grupo.

Sistema tático
Em 2015, jogávamos com esse sistema que estamos jogando hoje, com dois atacantes abertos e um centralizado. No meu entender, acredito que ele está trazendo outras alternativas, até pela característica dos atletas que temos. O Ricardo tem condição de jogar por fora, é uma possibilidade. Ele pode iniciar o jogo assim ou usar no decorrer. O Marcelo gosta de jogar com a formação atual, mas é importante ter variações. Eu sou fã de jogar com dois atacantes, facilita muita coisa no duelo com os zagueiros. Mas vamos ver.

Sequência de resultados
Realmente agosto foi um mês complicado para nós, não conseguimos nenhum resultado positivo. Espero que não levemos isso com nenhum peso para o mês de setembro. Muita coisa será adiantada neste período e temos que fazer nossa parte. E aí temos dois confrontos diretos, contra Goiás e ABC. São dois jogos de suma importância para pontuarmos. Vamos pensar jogo por jogo, buscando sempre a vitória.

Além do campo
No momento, ainda sou jogador e o que tem que ser destacado é o meu trabalho dentro de campo. Mas sei que tenho peso, com minha palavra e presença, fora de campo, em todo o âmbito do clube. Procuro ajudar da melhor maneira possível, mas dentro de um limite. Não participei da saída do Givanildo, por exemplo. Mas estou sempre conversando com o presidente, com os diretores, monitorando jogadores que podem ser trazidos, conversando sobre possíveis investimentos futuros. Quem sabe, depois do futebol, posso fazer parte desta diretoria do clube.
Marcadores:
Reações:

Postar um comentário

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget