Projeto pioneiro é lançado em Fernando de Noronha.

  Seturel-PE lança a Estação Animal que contará com ações como vacinação, castração e adoção nos polos turísticos do Estado.

Em um projeto pioneiro no país, Fernando de Noronha recebeu na última quinta-feira (2), o lançamento do projeto Estação Animal Pernambuco, que visa inserir na ilha uma política pública através de ações direcionadas à proteção animal. A iniciativa é fruto de uma parceria entre a Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco e a Administração da Ilha, que vai atuar por meio da Vigilância Sanitária local. Em um evento bastante prestigiado, o Estação Animal Noronha foi lançado no auditório da Escola Arquipélago e além de contar com a presença de autoridades e moradores, teve a participação de três animais embaixadores do projeto.

“Este é o primeiro município do país a receber um programa de formação onde todas as crianças e adolescentes serão agentes multiplicadores da causa animal. Valorizando os animais entendemos que também estamos cuidando das famílias, já que muitos deles são parte integrante das mesmas. E esse não é só um papel do poder público, mas de toda a população”, afirmou o secretário de Turismo, Esportes e Lazer do Estado, Felipe Carreras, e ressaltou: “saio daqui com o compromisso de angariar os R$ 300 mil necessários para a construção de um gatil, onde poderemos cuidar dos gatos selvagens que habitam na ilha. Pernambuco terá seu primeiro gatil e ele será aqui na Ilha”.

Fernando de Noronha possui 475 cachorros e 675 gatos. “Nossa preocupação com o bem-estar de quem vive aqui e dos turistas vai além. Todos os animais domésticos são microchipados e não há algum em situação de abandono. Estamos dispostos a solucionar este impasse dos gatos selvagens, que são os bichanos que se reproduziram e vivem no meio da mata”, pontuou o Administrador da ilha, Luís Eduardo Antunes.

A ativista da causa animal e coordenadora do Estação Animal Pernambuco, Goretti Queiroz, aponta que Noronha é apenas o plano piloto desta iniciativa que ambiciona ser implementada em outros destinos turísticos. “Promoveremos ações de assistência direta aos animais, domiciliados ou não, onde serão realizadas campanhas de castração e adoção, prioritariamente”, avaliou. Além do cão Pablo, da gatinha Sardinha e da ovelha Fiona, o projeto conta com 23 embaixadores humanos, sendo 13 crianças e 12 adultos que, na ocasião, foram contemplados com um certificado do Estação Animal.

“Eles receberão um treinamento e passam a ter, a partir de hoje, a missão de multiplicar todo o conteúdo do projeto e de fiscalizar as atividades”, explicou a gestora do projeto Estação Animal, Marcela Tenório. Também participaram do evento, a diretora de Planejamento e Gestão da ilha, Mariana Suassuna, a superintendente de Saúde, Rebeca Dias, e o jornalista Francisco José.

Marcadores:
Reações:

Postar um comentário

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget