Polícia Rodoviária está sem dinheiro para abastecer seus carros e pede ajuda.

  A penúria financeira da Polícia Rodoviária Federal chegou ao ponto máximo. O órgão está pedindo ajuda a quem solicita comboios para o transporte de cargas pesadas pelas estradas federais.

Foi o caso do Ministério da Integração, que solicitou auxílio para deslocar comboio de mais de 30 caminhões no Pará. A superintendência então pediu, e conseguiu, ajuda para abastecer os carros que acompanhariam o deslocamento.

Em julho, a PRF disse que só tinha condições de tirar os carros dos postos ao longo das BRs para atender acidentes com vítimas. Em Goiás, o Sindicato dos Policiais Rodoviários anunciou que já estavam suspensas as fiscalizações de rotina e rondas para flagrar motoristas que abusam da velocidade e fazem ultrapassagens proibidas, principais causas de mortes nas estradas.

Segundo os policiais rodoviários, os 10 helicópteros usados no patrulhamento e resgate em todo o país poderiam parar. A PRF diz também que não vai mais fazer a escolta de caminhões com carga gigante.

Em nota, a Polícia afirma que a suspensão dos serviços ocorre em função do corte de orçamento anunciado pelo Governo Federal e é temporária. A PRF diz que pediu R$ 420 milhões para o orçamento deste ano, mas que só foram aprovados R$ 236 milhões, uma redução de mais de 40%.

Marcadores:
Reações:

Postar um comentário

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget