ABERTAS INSCRIÇÕES PARA PROGRAMA DE FORMAÇÃO DE EMPRESAS PARA O GRANDE VAREJO DE MODA.

Iniciativa tem como objetivo criar condições mínimas para que as empresas forneçam para as grandes varejistas do País

Empresas pernambucanas com potencial de fornecer peças para os grandes magazines de moda do Brasil podem se inscrever, até o dia 23 de julho, para participar do Programa de Preparação de Empresas para o Grande Varejo. O objetivo da ação é capacitar os empreendimentos para que alcancem a certificação ABVTEX, que os insere no hall de potenciais fornecedores dessas varejistas.

A iniciativa é do Governo de Pernambuco, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico. O Núcleo Gestor da Cadeia Têxtil e de Confecções de Pernambuco (NTCPE) é o braço executor do projeto, com apoio da AD Diper, Sebrae e Sindivest. O programa é voltado para empresas já formalizadas e que queiram investir na ampliação de sua capacidade de produção, além de melhorar a qualidade e o controle de seus processos produtivos. As inscrições podem ser feitas através do www.ntcpe.org.br.

De acordo com o presidente do NTCPE, Fredi Maia, o selo da ABVTEX é hoje o principal balizador das empresas que possuem boas práticas de responsabilidade social e relações de trabalho. “Só empresas certificadas, ou seja, aquelas capazes de garantir a formalização de todo o seu processo produtivo, é que conseguem hoje vender para os grandes magazines. Queremos ampliar a quantidade de fornecedores dentro da cadeia têxtil e de confecções pernambucana”, explicou.

Serão disponibilizadas 30 vagas para o programa. Os segmentos prioritários são: Jeans Adulto, Jeans Infantil, Moda Infantil, Moda Masculina, Moda Feminina e Moda Praia. Ao fim de todo o processo, que deve durar 12 meses, será realizada uma Rodada de Negócios entre as empresas participantes e grandes players do varejo. O programa se divide em três fases: preparação in-company das empresas com consultorias especializadas; certificação nas diversas áreas; e negociação com os clientes.

Para o presidente da AD Diper, Leonardo Cerquinho, a ação deve estimular outras empresas do setor. “É o início de um processo de formalização do setor. Com esta iniciativa, esperamos que haja um efeito multiplicador na indústria têxtil do estado de Pernambuco”.

O secretário executivo de Políticas de Desenvolvimento da SDEC, Pedro Arraes, afirma que a certificação dará início a um importante processo a favor da estruturação da cadeia têxtil. “Esse processo abre novas e boas oportunidades de negócios para quem obtiver a qualificação. Vai proporcionar que a cadeia atue com melhores condições de trabalho, respeito à legislação e demais aspectos ligados à responsabilidade social”, pontuou.




Marcadores:
Reações:

Postar um comentário

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget